ACNEESTÉTICAESTÉTICA 1PARA O SEU ROSTO

Entenda melhor a Acne 

Cirurgia plástica post-acne

Relacionada à predisposição genética e alterações hormonais, a acne ocorre pelo aumento da produção de sebo (pela glândula sebácea) e hiperqueratinização (espessamento da camada exterior da pele e descamação irregular de células mortas) que, por sua vez, entope o duto das glândulas sebáceas dos folículos. Apesar de ser mais comum na fase da puberdade, ela também pode aparecer na fase adulta, momento em que é mais frequente nas mulheres, embora também afete os homens em menor proporção. Suas lesões mais comuns são os comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos), as pústulas (espinhas), pápulas (espinhas internas), nódulos, placas e cistos (ou lesões pápulo-pustulosas com presença de processo inflamatório e infeccioso), que, de acordo com o processo inflamatório, são classificados em graus.

Entre os tratamentos disponíveis para a acne, que incluem cremes, géis, sabonetes e antibióticos orais, o dermatologista ainda pode recomendar procedimentos complementares, que diminuem a oleosidade, a hiperqueratinização e o processo inflamatório da pele, enquanto também proporcionam o equilíbrio do manto hidrolipidico, eliminam ou minimizam as cicatrizes e as manchas subconsequentes:

  • Extração de comedões, punção ou drenagem de pústulas, nódulos e pseudocistos.
  • Infiltração de medicações específicas (como os corticoides).
  • Limpeza de pele.
  • Máscaras calmantes, descongestionantes e anti-inflamatórias.
  • Drenagem linfática.
  • Peelings mecânicos ou químicos para afinar a derme, controlar o processo inflamatório e tratar as cicatrizes.
  • Radiofrequência para o tratamento das cicatrizes.
  • Laser e outras técnicas, como a dermoabrasão, subincisão e preenchimentos cutâneos, tanto com gordura quanto com ácido hialurônico.
  • Fototerapia com luz azul que, apesar de ser um método novo e indicado somente para casos específicos, promete amenizar ou acabar com o processo inflamatório e infeccioso, pois a bactéria Propionibacterium acnes é bastante sensível à luz.

Note que, ao longo do tratamento, além do uso de filtro solar, ainda se faz necessário evitar a exposição ao sol, porque a pele fica sensível e pode sofrer hiperpigmentação pós-inflamatória.

 

Comment here